Olá você que é mãe, mulher, trabalhadora, dona de casa e empreendedora.
Resolvi escrever esse post sobre ansiedade, porque parece ser um mal que se alastrou pela humanidade e em especial entre nós mulheres.
Quando digo um mal, é no sentido de ter a ansiedade em excesso. Entendo que todos os nossos sentimentos existem por um determinado motivo, seja para nos proteger ou nos alertar, mas a falta ou o excesso de um deles pode ser bastante prejudicial.

Quem assistiu ao filme “Divertidamente” (que é incrível) percebe que o filme fala o tempo todo de sentimentos e de como eles entram em ação na hora certa. Tudo que vivemos, experienciamos e sentimos tem o seu motivo, até mesmo aqueles sentimentos que as vezes preferimos jogar no fundo do baú. Então tudo bem ter um pouquinho de ansiedade vez ou outra. O problema é ter isso sempre.

Hoje em dia, percebo não só em mim (tento controlar muito) mas em diversas mulheres a angústia da ansiedade exacerbada.
Ansiedade é ter grande expectativa, desejar muito algo ou ter receio e tudo isso tentado prever uma realidade que ainda não aconteceu.

A questão é por que chegamos a esse ponto?

Afinal somos mulheres inteligentes e super conectadas, não deveríamos cair nessa armadilha.
O que acontece é que nos dias de hoje temos uma aceleração de rotina e de quantidade de informação e de eventos  muito diferente de anos atrás.
Nós queremos controlar o incontrolável e prever o imprevisível e quando não conseguimos (claro porque não somos videntes e nem feiticeiras) acabamos frustradas.
E mais, a gente ainda se cobra pra alcançar excelência no trabalho, com os filhos, como mulher etc.. Não conseguimos controlar isso tudo e acabamos além de frustradas, exaustas e tristes.

Sinceramente, eu não tenho uma fórmula mágica para solucionar isso, mas uma coisa que ajuda muito a  controlar a ansiedade é prestar atenção em como está se sentindo e que tipo de pensamento tem passado por sua cabeça.
Veja se você tem pensado em um tema do tempo presente ou do futuro. Geralmente os pensamentos relacionados ao futuro estão mais ligados à ansiedade.
Se estiver pensando em um tema futuro e te causar um sentimento desagradável, já é a ansiedade batendo à porta. Em contrapartida se você conseguir racionalizar e organizar o assunto sem te fazer mal, vale a pena seguir em frente.

A minha dica é: observe como está o seu humor, analisando o que tem estado predominante nos seus pensamentos e se te faz sentir bem ou mal. Tente viver no momento presente a maior parte do seu tempo, pois ajuda muito a controlar a ansiedade. Isso porque geralmente podemos solucionar as questões atuais ou simplesmente optar por desapegar do problema se estiver fora do nosso alcance.


Do dicionário

an.si.e.da.de

sf (lat anxietate) 1 Aflição, angústia, ânsia. 2 Psicol Atitude emotiva concernente ao futuro e que se caracteriza por alternativas de medo e esperança; medo vago adquirido especialmente por generalização de estímulos.3 Desejo ardente ou veemente. 4 Impaciência, insofrimento, sofreguidão.

Posts relacionados