Branding é entre muitas coisas também relacionamento. Ter um propósito é fundamental para qualquer pessoa e negócio. No momento que o público percebe o diferencial proposto, a empresa começa a crescer ocupando um espaço cada vez maior no coração do cliente e no mercado.

Se você curte branding, já deve ter ouvido falar na Ana Couto, um dos maiores nomes no mundo das marcas, fundadora da agência que leva seu nome especializada no assunto. Assisti recentemente uma palestra da Ana Couto, onde ela fala do mercado atual da gestão de marcas e de como tem sido o comportamento dos clientes.

O panorama atual é de um mundo cheio de incertezas, complexo e confuso. Muita informação disponível e consequente falta de foco. Marcas com propósitos claros ganham cada vez mais espaço. O propósito é o que torna uma marca diferente de todas as outras e a faz ser lembrada e até mesmo amada. Fala-se em três ondas de gestão de marcas, de posicionamento e de como elas estão sendo percebidas.

 

ONDA 1 – awareness

A marca quer ser conhecida pela audiência para vender, é uma relação basicamente transacional. Tipo lembre e compre.

 

ONDA 2 – criação de valor

São marcas relevantes para a vida das pessoas, criam conexões emocionais e agregam valor. Aqui existe um impacto positivo no cliente.

 

ONDA 3 – ecossistema de valor

A marca se fortalece na construção de ecossistema de valor, um propósito claro e que impacta o mundo. Aqui além de impactar o cliente, a empresa também faz a diferença fora do seu mercado, alcançando o mundo lá fora.

 

O crescimento das marcas começa na onda 1 indo em direção à onda 3. Na onda 3 é quando a marca é super bem entendida, vista e acolhida pelo mundo.

 

O que marcas precisam fazer para crescer exponencialmente?

Vemos como exemplo o Airbnb, um case de marca em crescimento exponencial. Antes mesmo de abrir o capital na Bolsa de Valores o Airbnb havia se tornado um unicórnio, gíria do mundo das startups que significa que empresa tinha valor de mercado superior a 1 bilhão de dólares. Atualmente a empresa vale 23 bilhões de dólares, valor superior ao Hilton que é a maior rede de hotéis do mundo.

Aqui vão as dicas segundo a Ana Couto, para uma empresa ter sucesso no branding:

1- Ter um propósito claro.

Uma missão que vai impactar o mundo e de alguma forma transformando-o em um lugar melhor.

Airbnb já nasceu com propósito claro: “Ajudar a criar um mundo onde pessoas tem um sentimento de pertencer a qualquer lugar.”

 

2- Ser icônica.

Ter um território visual bem claro, tanto verbal como visual. Todos elementos de identidade visual estão integrados e são relevantes.

 

 

3- Ser inclusiva.

Dentro de uma realidade onde vivenciamos muita exclusão (como por exemplo a política Trump), as marcas se posicionam de forma inclusiva e apoiadora para todos.

We accept é a campanha da Airbnb totalmente alinhada com o propósito da empresa e que foi ao ar o horário mais premium dos EUA, o intervalo do Super Bowl. Ela fala em aceitação, inclusão e manda seu recado para o presidente Trump. Detalhe importante: Airbnb está investindo no Comitê Internacional de resgate (International Rescue Committee – IRC) para ajudar os refugiados. Achei essa campanha a coisa mais linda <3

 

 

Já ouviu dizer que quem manda é coração? Então, o universo das marcas hoje funciona assim: quem faz a diferença no mundo, tem mais valor.

Se você precisa desenhar o estilo visual do seu negócio e precisa de ajuda, eu criei um guia em apenas 4 passos bem legal: Criando um estilo visual em 4 passos para o seu negócio.

Esse post foi criado com informações da palestra de Ana Couto no RD Summit 2017.

 

Posts relacionados