Eu não consigo, não posso … é a crença limitante à vista!


A crença limitante é uma interpretação que nosso cérebro faz de alguma situação e essa crença tem o papel de nos limitar, impedir de realizar coisas.

A partir do momento que eu acredito que não é possível, eu comunico para meu cérebro que não sou capaz e ele acata esse comando.

Alguma vez na vida você já achou que não era possível e desistiu?
Já ouviu outras pessoas falarem que você não conseguiria?
Já se sentiu inferior e por baixo porque se julgava indigno?
Tudo isso são exemplos das forças das crenças limitantes atuando.


A influência dos nossos pais e do ambiente

Na infância, você era muito mais suscetível a opinião dos adultos, uma pequena criança que dependia totalmente dos pais. Nessa época sua vida era guiada por eles e tudo que eles diziam tinha grande impacto na sua vida. E nós crescemos e trazemos conosco para a vida adulta essas memórias que muitas vezes podem ser limitadoras, castradoras…

O ambiente, os amigos, a escola, o trabalho tudo isso influencia em nossas suas crenças.
Eu vivi um período de intensa crença limitante, eu trabalhava num lugar que a demanda de trabalho era MUITO grande e que por falta de planejamento havia muito retrabalho… a grande maioria das pessoas vivia reclamando das condições. E o que aconteceu? Eu criei grandes crenças limitantes, passei a ficar triste e descrente de mim e do meu potencial! Eu reclamava de tudo… a vida se tornou um filme de drama em preto e branco…
Depois de um tempo eu percebi que  eu não era eu mesma, e isso não era nada legal, vi que precisava mudar.
O primeiro passo é se dar conta de que há algo errado e começar a buscar pela mudança.

E o que fazer para sair dessa cilada?

Se nem você mesmo acreditar no seu potencial, como os outros podem ter confiança em você?

Você pode usar o seu discernimento para questionar tudo aquilo que te faz mal e te puxa pra baixo. É lógico que não basta acreditar no oposto que a crença negativa imediatamente vai embora e tudo se resolve. Claro que não!
O que acontece é que a partir do momento que você muda sua percepção do mundo, você se reposiciona e começa a agir de forma diferente. Você passa a questionar mais as coisas e filtrar o que é real daquilo que é opinião/crítica alheia que não contribui em nada para você. Você troca aquela vozinha que dizia, desiste você nunca vai conseguir por outra bem mais encorajadora que te diz: vamos lá, você pode, você consegue.
É uma reprogramação mental! Trocando pensamentos nocivos que contribuem para as crenças limitantes, por novos pensamentos de otimismo, de confiança e fé.

 

Vou listar aqui 3 métodos para mudança de estímulos mentais que eu gosto muito:


Grafoterapia: é uma terapia por meio da escrita, você pode escrever textos que te inspirem, copiar de algum lugar ou escrever pensamentos bons que surgem, fazer planos…

Audioterapia: terapia por meio de áudios, você ouvir áudios com frases motivadoras, músicas de relaxamento.

Meditação: dar atenção a si mesmo, sentar num canto e ouvir sua respiração, entrar em contato com seu interior e se ouvir, se permitir…

Aos poucos as ideias negativas irão perdendo força e cedendo lugar aos novos pensamentos positivos. E logo você estará segura e confiante.
E esse é um momento de empoderamento pessoal porque você retoma as rédeas da sua vida e vive mais feliz.

Se esse post te ajudou e você gostou… escreve pra mim o seu comentário, conta pra gente se tem ou já teve uma grande crença limitante em sua vida!

Bjs e até a próxima.

 

Posts relacionados